────⊰☫ Figlio Della Luna

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

────⊰☫ Figlio Della Luna

Mensagem por Geralt of Rivia em Sex 04 Ago 2017, 11:35

Ꮤiedźmin Geralt
【Gwynbleidd】

FIGLIO DELLA LUNA
ALCUNHAS:
➳ White Wolf
➳ Gwynbleidd
➳ White One
➳ King-Slayer
➳ Butcher of Blaviken
➳ Ravix of Fourhorn
➳ Geralt Roger Eric du Haute-Bellegarde
➳ Sir Geralt of Rivia (nomeado cavaleiro por Meve após a Batalha da Ponte de Yaruga)
Tópico reservado para postagens do jogo com a personagem:
Esse turno se passa após a conclusão de todo o game The Witcher, incluindo suas expansões, com uma maior ênfase na Blood and Wine, que se passa no ducado de Toussaint, onde Geralt agora possui um vinhedo chamado Corvo Bianco (ou Gwyn Cerbin, em dialeto antigo), gerenciado pelo mordomo Barnabas-Basil Foulty, que administra muito bem os trabalhadores e recursos locais, se mostrando sempre dedicado e respeitoso. Proveniente de uma famosa linhagem de mordomos, foi treinado para servir as mais altas classes da nobreza, o que leva Geralt a estranhar bastante sua forma de tratamento. O vinhedo foi cedido como parte do pagamento pelo extermínio da Besta de Toussaint e após algumas reformas, a propriedade voltou a seu esplendor. Nela, Geralt finalmente possui um lugar para chamar de lar e retorna entre uma caçada e outra, já que nunca se desligou de seu caminho como witcher, o que o levou a receber uma inesperada visita.
avatar
Geralt of Rivia
Admin

Mensagens : 108

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ────⊰☫ Figlio Della Luna

Mensagem por Geralt of Rivia em Sex 04 Ago 2017, 14:47

── The Witcher ──
❝Only death can finish the fight,
everything else only interrupts the fighting.❞
Não há lugar como o lar… hoje Geralt conhece bem o sentido dessa expressão, afinal possui um lar para retornar, aconchegante, bem iluminado e de manutenção impecável, graças aos cuidados de um mordomo experiente e de uma grande cozinheira. Um lugar onde sempre havia uma recepção calorosa a cada retorno, com comida e bebida em abundância, uma cama de qualidade, um quarto só dele e recursos diversos sempre à disposição, como a tábua de reparos para armaduras e a pedra de amolar para suas armas, o estábulo para Roach descansar, ervas cultivadas prontas para o uso em suas poções e equipamentos alquímicos específicos para seus mutagênicos.
Claro que sentia falta da fortaleza de Kaer Morhen, que foi o mais próximo de um lar que já teve em toda sua vida, mas sem Vesemir, o local ficou completamente abandonado e nem mesmo seus irmãos de armas permaneceram, seguindo caminhos separados rumo a seus destinos. E ele, sozinho, era incapaz de restaurar toda a fortaleza, cujos tempos de glória ficaram para trás há bastante tempo. Assim acabava a última fortaleza witcher, cujo legado vivia em seus poucos sobreviventes e findaria com eles, pois essa classe de caçadores deixou de ser necessária e talvez não demorasse até cair no esquecimento, pois os males dos quais defendiam os humanos, pareciam ínfimos perto da ameaça que foi um dia a Geada Branca, ou a Caçada Selvagem em si.
Ansioso para chegar em casa, assim como sua montaria, seguiram durante toda a noite e dia, atravessando as planícies do ducado chegando a Corvo Bianco somente no final da tarde, perto do anoitecer. Como de costume, Geralt deixou Roach no estábulo, para que fosse tratada e alimentada por um funcionário, e seguiu para a entrada de sua casa, cumprimentando os aldeões que o recebiam. O vinhedo parecia prosperar cada vez mais, graças à Barbabas Basil, que administrava o lugar como Geralt jamais faria.
── Sir Geralt! Que bom vê-lo são e salvo! De que precisa, meu senhor? ── perguntou sempre muito prestativo.
──── Olá, B.B. É sempre bom voltar para casa, preciso apenas de um bom banho e depois um jantar. ──── respondeu exausto depois de uma longa viagem para o cumprimento de um contrato ──── À propósito, mande meus cumprimentos à Lady Marlene de Trastamara.  
── Claro, ela ficará feliz com seu retorno, senhor. ──── disse o mordomo entusiasmado para contar as novidades sobre o vinhedo, logo ordenando a duas servas, que preparassem o banho de Geralt ──── Um banho quente, senhoritas... Ah, e antes que eu me esqueça, senhor! 35 garrafas de White Wolf foram entregues essa manhã, direto do Vinhedo Belgaard com os cumprimentos de Liam e Matilda. Sugiro um brinde à sua saúde.
──── Agradeço à gentileza, B.B. Vamos brindar sim, mande meus agradecimentos ao casal. ──── de fato era disso mesmo que Geralt estava precisando, para ele seria a melhor maneira de relaxar o corpo e descansar como se deve.
O witcher então, seguiu para o quarto de hóspedes, no andar de cima, que tinha mais espaço para a latrina, devidamente posicionada em seu centro e já com bastante água quente, que as garotas carregavam às pressas. Ele agradeceu e pediu para ficar sozinho, acomodando-se e fechando os olhos. Demorou um pouco para lavar o corpo, devaneando em seus próprios pensamentos. Fazia tempo que não recebia notícias de Ciri e esperava que ela estivesse bem...
Assim que terminou o banho, enrolou o corpo em uma toalha e desceu as escadas para seguir até o próprio quarto, onde se vestiria. Ouviu o som de cascos de cavalos do lado de fora da casa e apressou os passos, preocupado, por não estar aguardando nenhum tipo de visita. O mordomo já abria a porta, era a Duquesa Anna Henrietta! O que diabos ela estava fazendo ali uma hora dessas? Para não poder esperar até o amanhecer, certamente era algum assunto de urgência, então Geralt fechou a porta do quarto e vestiu às pressas uma calça preta e uma camisa de algodão na cor branca, para poder falar com a duquesa.
Tentando manter uma postura adequada, abriu a porta do quarto e reverenciou ──── Excelência... a que devo essa visita? ──── foi direto ao ponto, força do hábito. Não era acostumado às formalidades da nobreza, embora se esforçasse bastante no caso dela, por ser uma mulher que conseguiu ganhar sua admiração. ──── B.B., sirva a duquesa, traga aquele vinho. ──── pediu ao mordomo, já imaginando ser mais um assunto de urgência, o qual não poderia refutar.




GERALT OF RIVIA
| Ꮤiedźmin | The Butcher of Blaviken | Gwynbleidd | Vatt'Ghern | Ravix of Fourhorn |
❝I thought I was choosing the lesser evil. I chose the lesser evil. Lesser evil! I’m Geralt! Witcher…I’m the Butcher of Blaviken...❞
avatar
Geralt of Rivia
Admin

Mensagens : 108

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ────⊰☫ Figlio Della Luna

Mensagem por Duchess Anna Henrietta em Seg 07 Ago 2017, 00:53



Uma Visita Inesperada


A Nos campos verdes de Beauclair, cinco garanhões marchavam em passos acelerados, mantendo uma sintonia quase musical. Quatro nobres Cavaleiros da Guarda Ducal de Honra, sendo um deles o Capitão Damien de la Tour seguiam ao lado de uma figura central feminina. Era a Duquesa de Toussaint. Os cabelos macios e perfumados emolduravam um rosto sedutor de traços charmosos e delicados que contrastavam com sua posição de liderança, exercida sempre de modo sagaz. Em seu corpo voluptuoso, os seios saltavam à vista pelo decote enviesado do espartilho de uma tonalidade de cor próxima ao vinho Sangreal, que envolvia a cintura esguia e escultural, destacada pelos quadris largos e as pernas bem torneadas envoltas em uma calça em couro negro. Luvas negras vestiam as mãos finas e delicadas e botas de mesma cor com detalhes em tom semelhante ao espartilho protegiam os pés. Sobre seus ombros e os cabelos, repousava uma capa com capuz de cor negra, mantendo o rosto da duquesa protegido dos olhares curiosos dos cidadãos da bela Beauclair, que naquela noite repousava silenciosa. O grupo seguia pela estrada em direção a ao Vinhedo de Corvo Bianco, atual residência de Sir Geralt de Rivia, como fora consagrado pela própria Anna Henrietta recentemente, onde a duquesa tinha assuntos importantes a tratar, livre dos olhos e ouvidos do palácio. Mesmo com a desaprovação do Capitão de la Tour, a monarca de cabelos dourados convocaria o bruxo mais uma vez para uma missão secreta ao seu lado. Desceu de seu cavalo, ordenando que seus homens aguardassem do lado de fora e com uma elegância natural, bateu na porta, que era aberta pelo mordomo Barnabas Basil, escolhido pela própria para ajudar Geralt com o vinhedo. Ele a recebia com surpresa e muita alegria em seus olhos, convidando-a para entrar com um vocabulário recheado de formalidades. Anna Henrietta caminhou para dentro da residência e viu de relance o bruxo correndo de toalha para seu aposento e fechando a porta. Um sorriso se formou em seus lábios róseos, achando cômica a situação do bruxo que fora pego desprevenido. Ouviu os agradecimentos de Basil pelo serviço ao qual lhe incumbiu a duquesa e seu relato sobre os atuais progressos do vinhedo, que em breve começaria a produzir seus primeiros barris de vinho. Anna Henrietta elogiou o mordomo e seu trabalho, demonstrando grande expectativa com relação à essa produção, avisando que exigiria experimentar dessa primeira safra. Ambos conversavam descontraídos e quando finalmente Geralt a recebeu em trajes bem simples e os cabelos brancos ainda molhados. Anarietta não pôde deixar de perceber que duas servas do bruxo saíam com algumas toalhas e as roupas sujas dele, imaginando que talvez tivesse atrapalhado sua diversão. Mas isso poderia esperar. Os assuntos do ducado eram urgentes e mais importantes. O mordomo retirava a capa da duquesa para que ela ficasse mais à vontade e ela lhe entregava as luvas, caminhando até a mesa e puxando a cadeira para se sentar e receber o vinho mencionado pelo bruxo.
- Sente-se Geralt. Como já deve imaginar, essa não é uma visita casual. Tenho um trabalho pra você. - havia um tom de desconforto em sua voz, que a duquesa tentava disfarçam mantendo uma postura rígida típica de uma boa monarca - Sei o que aconteceu entre você e Syana, então creio que se importe com ela, assim como eu. - lançou um olhar inquisidor sobre o bruxo, esperando que ele soubesse do que ela estava falando e prosseguiu - Minha irmã fez inimigos poderosos enquanto esteve longe de Toussaint e hoje ela sofreu uma tentativa de assassinato por envenenamento. Ela está sendo tratada pelos melhores médicos de toda Toussaint, mas temo por sua vida e preciso de você para encontrar os responsáveis. - sua preocupação era visível, pois seus olhos por mais que ela tentasse disfarçar estavam úmidos pelas lágrimas que evitava derramar.
❝Não existe triunfo sem perda, não há vitória sem sofrimento, não há liberdade sem sacrifício❞.

----------------------------------------------------------------------------


Duchess Anna Henrietta♥️

avatar
Duchess Anna Henrietta

Nacionalidade : Beauclair
Mensagens : 2

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ────⊰☫ Figlio Della Luna

Mensagem por Geralt of Rivia em Ter 08 Ago 2017, 18:59

── The Witcher ──
❝Only death can finish the fight,
everything else only interrupts the fighting.❞
Por essa, Geralt realmente não esperava. Era mesmo ela, a própria Duquesa Anna Henrietta que o visitava naquela noite, acompanhada de seus cavaleiros, que aguardavam do lado de fora. Apesar da surpresa, acreditava que aquilo estava longe de ser uma visita casual, por isso decidiu ir direto ao ponto. Barnabas Basil levou os pertences da duquesa, que acomodava em estruturas de madeira próprias e saía para buscar o vinho. Geralt, por sua vez, fez como solicitado pela duquesa e se sentou em sua cadeira na mesa de jantar, sempre acompanhando donzela com seus olhos amarelos. Sua postura era como sempre impecável, transmitindo uma força que o witcher viu em pouquíssimas mulheres. Permaneceu calado enquanto ela falava e se surpreendeu quando ela mencionou o fato de saber o que houve entre Geralt e Syanna quando ele foi buscá-la no esconderijo mágico dela de Anarietta. Esperava que pelo menos ela não tivesse detalhado muito o que aconteceu. As lembranças daquele momento vieram à tona e Geralt fechou os olhos por alguns segundos para retomar o foco, preocupado com a saúde de Syanna. Percebeu a dor que a duquesa tentava mascarar, então tentou passar-lhe um pouco de segurança.
──── Ela vai ficar bem, já passou por coisa muito pior. E eu vou encontrar os responsáveis por isso. ──── de fato não era muito bom com as palavras, nunca foi, mas pelo menos tentava ajudar de alguma forma, afinal se importava com as duas irmãs.
Logo Barnabas Basil retornou com a garrafa e dois cálices de vinho e começou a servir a convidada e depois o anfitrião. Enquanto isso, Marlene de Trastamara saiu da cozinha e foi procurar por Geralt, para avisar que o jantar já estava pronto e curiosa para saber quem os visitava. Assustou-se ao ver que era a duquesa em pessoa e um pouco nervosa, reverenciou, ajeitando os cabelos grisalhos.
── Oh, céus! A duquesa! Me perdoe o desleixo, milady! ──── como antiga nobre da corte de Nilfgaard, filha do Duque de Trastamara, aquela senhora conheceu os pais de Anna Henrietta quando ainda esperavam o nascimento de Sylvia Anna, antes de ser amaldiçoada, então sentiu-se muito envergonhada ao se apresentar daquela forma. Então Geralt decidiu apresentá-la e de modo cortês segurou-lhe a mão e reverenciou à senhora enquanto proferia suas palavras com grande respeito e admiração.
──── Majestade! Permita que lhe apresente Lady Marlene de Trastamara, filha e herdeira do falecido Duque de Trastamara. ──── queria enaltecer um pouco a idosa, que permanecia reclusa em sua propriedade a maior parte do tempo, talvez ainda com receio de voltar ao seu meio de convívio social. Dessa forma esperava ajudá-la a superar suas dificuldades e quem sabe restituir seus bens de direito? Não que não gostasse de sua companhia, mas por acreditar que ela merecia muito mais do que um mero witcher poderia oferecer. A idosa abriu um largo sorriso e ergueu o rosto ao ser apresentada daquela forma, então disse com um tom de voz mais confiante.
── Bem vinda a Corvo Bianco, em que podemos servi-la? Aceitaria jantar conosco? ──── olhou para Geralt sorrindo, agradecida por sua intervenção e ele apenas piscou para ela em cumplicidade. Depois de tudo que Marlene passou amaldiçoada, o witcher acreditava que talvez fosse fazer bem para ela recomeçar a ter algum contato com o mundo fora do vinhedo.




GERALT OF RIVIA
| Ꮤiedźmin | The Butcher of Blaviken | Gwynbleidd | Vatt'Ghern | Ravix of Fourhorn |
❝I thought I was choosing the lesser evil. I chose the lesser evil. Lesser evil! I’m Geralt! Witcher…I’m the Butcher of Blaviken...❞
avatar
Geralt of Rivia
Admin

Mensagens : 108

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ────⊰☫ Figlio Della Luna

Mensagem por Duchess Anna Henrietta em Qui 17 Ago 2017, 14:31



Uma nova missão para o Lobo Branco


A duquesa percebeu o olhar de surpresa do bruxo, o que lhe causou estranheza, afinal durante o contrato para a caça da Besta de Beauclair, Geralt pôde ver que Anna Henrietta não era como outras mulheres nobres, contrariando o papel de donzela indefesa para auxiliar o bruxo durante todo o contrato, confiando a ele sua própria vida, longe de seus guardas e do conforto de seu palácio. Aparentemente isso ainda o impressionava. Talvez porque, a julgar pela aparência, Anna Henrietta era uma mulher de classe e elegância excepcional, vaidosa e sempre muito bem vestida, com os cabelos bem alinhados em penteados complexos e a pele hidratada e macia como o veludo mais fino de Kovir, o que levava a crer que ela pertencia ao estereótipo típico da nobreza nilfgaardiana. Mas sua personalidade não correspondia a essa aparência, com isso, era constantemente julgada por ter um coração mais selvagem e impetuoso, agindo muitas vezes com impulsividade e até agressividade, comandando todo o ducado com a rigidez da espada e das tradições da cavalaria clássica. Ao se sentar, a postura da duquesa era sempre firme, com as costas eretas, as pernas juntas, as duas mãos sobre a mesa e a cabeça erguida, não queria demonstrar ao bruxo o que sentia, mas ele percebeu mesmo assim e suas palavras de conforto foram recebidas com um sorriso confiante.
- Sei disso, Sir Geralt. Foi por essa razão que preferi vir pessoalmente invés de enviar um mensageiro.
Logo o mordomo chegava com o vinho e servia os dois cálices. Anarietta recebeu o mesmo com um sorriso e agradeceu, mas antes que levasse o mesmo aos lábios róseos, ouviu a voz da senhora que se aproximava, se desculpando. A duquesa não se importava com esse tipo de trivialidade quando não se tratava de qualquer evento solene, então sorriu e inclinou a cabeça em cumprimento, tentando fazer com que a senhora se sentisse um pouco mais confortável. Eis que o bruxo a surpreendeu ao reverenciar e apresentar Marlene de Trastamara. O susto não foi apenas por saber de quem se tratava, pois conhecia a história de todas as famílias nobres de Nilfgaard, mas principalmente pela reação do bruxo, que sempre parecia muito rude e pouco conhecer os princípios básicos de etiqueta. Ao que a duquesa pôde constatar ser na verdade uma habilidade social que ele só utiliza com quem deseja. Anna Henrietta se levantou e fez uma breve reverência também, acompanhando os dois. Estranhamente se divertia na companhia daquelas pessoas, mais do que esperava, então retribuiu a cordialidade.
- Marlene de Trastamara, sinto-me honrada! Acredito que teremos muito o que conversar. Posso restituir-lhe o título na corte nilfgaardiana se assim o desejar.
Muitas dúvidas existiam acerca daquela família e do que levou a seu fim, uma vez esclarecidos os mistérios, Marlene poderia voltar a ocupar seu lugar na nobreza, garantindo assim o retorno ao luxo que dispunha outrora. Estranhou a presença dela em Corvo Bianco à serviço de Geralt, então antes de voltar a se sentar, disse:
- Isso não estava em meus planos, mas ficarei para o jantar se você também for se juntar à nós. Barnabas Basil, você também. Seremos equivalentes na mesa. Jantaremos e em seguida, Geralt seguirá comigo até o palácio para começar seu trabalho. Caso Marlene decida retornar à corte, deve me procurar pela manhã, para registro formal desse retorno.
Em seguida, aguardou que o jantar fosse servido e levou o cálice de vinho aos lábios, saboreando seu sabor. Não era tão fino como o Sangreal, mas a rusticidade daquele era agradável ao paladar. Por um momento aquela pareceu uma oportunidade para se distrair e acalmar o coração aflito com a situação de sua irmã e o desejo de vingança latente. Como as duas irmãs eram muito próximas, desde o retorno de Syanna ao palácio, Anarietta fez de tudo para restaurar aquela união da infância e passava todo o tempo ao lado da irmã, conversando sobre tudo que viveram, o que sentiam e planejavam para o futuro. Foi em uma dessas conversas que Syanna mencionou seu afair com o bruxo, que corroborava com muitas outras histórias que já foram contadas à respeito dele e de sua performance. Toda a corte de Nilfgaard comentava sobre suas aventuras com figuras bem conhecidas como Fringilla Vigo e a espiã Cynthia, ou a própria princesa Adda de Teméria.

❝Não existe triunfo sem perda, não há vitória sem sofrimento, não há liberdade sem sacrifício❞.

----------------------------------------------------------------------------


Duchess Anna Henrietta♥️

avatar
Duchess Anna Henrietta

Nacionalidade : Beauclair
Mensagens : 2

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ────⊰☫ Figlio Della Luna

Mensagem por Geralt of Rivia em Ter 03 Out 2017, 23:48

── The Witcher ──
❝Only death can finish the fight,
everything else only interrupts the fighting.❞
A experiência de Geralt  no convívio com nobres das mais diversas dinastias e culturas, apresentava como ponto em comum na personalidade de seus membros, a arrogância, o egocentrismo e um distanciamento absoluto daqueles que consideram inferiores. Geralt estava entre estes, portanto seu contato com a nobreza era de empregado e empregador. Por isso ainda se surpreendia quando encontrava nesse mesmo contexto, pessoas que se comportam de uma forma diferenciada, como a duquesa Anna Henrietta. Ela apresentava a mesma postura autoritária de outros monarcas, como seu primo Emhyr var Emreis, imperador de Nilfgaard, mas sempre que possível gostava de se envolver diretamente com o trabalho de seus subordinados, deixando o conforto do castelo de lado para acompanhar esse trabalho de perto, independente dos riscos envolvidos. Era por ser tão diferente das demais, que aquela mulher ainda o surpreendia. Geralt admirava a duquesa por essa diferença, embora não demonstrasse e esperava conseguir atender às expectivas dela com relação a seu trabalho.
O witcher também sabia que a duquesa já tinha com ele alguma confiança e consideração, como foi comprovado durante toda a caçada à Besta de Beuclair. Então percebeu naquela visita uma oportunidade para apresentar à Lady Marlene uma nova possibilidade, não por desejar se livrar dela, mas por acreditar que ela mereceria mais do que ele poderia oferecer e que deveria ir atrás do que tem direito. Imaginou que a duquesa era bem instruída com relação às famílias nilfgaardianas, logo poderia ajudar a localizar as ligações de Lady Trastamara e reinserí-la na corte. Por sorte, estava certo e a duquesa se mostrou muito bem disposta com relação a essa proposta, apesar das circunstâncias que sua visita acontecia. A conversa foi uma forma de ajuda-la a desfatigar-se das preocupações com relação à irmã. Até porque, ela não corria mais risco de vida, seu quadro era estável, então pelo menos por um momento, ela podia se desligar dessas questões.
A proposta de Anna Henrietta foi muito bem recebida por Barnabas Basil e Marlene de Trastamara, que se sentaram animados à mesa. Geralt sorriu ao ver os dois tão animados e serviu o vinho a todos. Não tem um paladar muito refinado e antes nem o acesso a bebidas de qualidade como as que possui atualmente em Toussaint. O vinho que recebeu seu nome era o nível mais alto que seu consumo já alcançou, então ingeria a bebida com prazer e satisfação estampados em seu rosto. Um jantar agradável e uma conversa leve afastaram um pouco a obscuridade dos motivos daquela visita, mas estes pareciam suficientes para acalmar o coração aflito da duquesa. Geralt preferia não se pronunciar sobre a casualidade de sua relação com Syanna, afinal sabia que assim como o vampiro Dettlaff van der Eretein fora apenas  usado por ela para satisfação de um prazer momentâneo. Fato este, que a duquesa certamente não admitiria. O que não era muito diferente do que aconteceu em seu envolvimento com outras mulheres nobres, a maioria buscava apenas a satisfação da carne ou da curiosidade.
Eram raras as ocasiões em que Geralt poderia dispor desse tempo disponível para desfrutar de boas companhias, então sempre que podia, aproveitava ao máximo esses momentos, afinal aquela sempre poderia ser sua última refeição, afinal nenhum witcher morre em paz, mas sim com a espada na mão. Sempre... Desse modo, cada prazer era considerado único e insubstituível para ele, saboreado de forma que se torne inesquecível. Permaneceu calado durante o jantar, ouvindo as conversas de seus convidados, que normalmente tinham como assunto os pratos dispostos à mesa, preparados cuidadosamente por Marlene. Havia fartura, sem muito luxo, mas muita dedicação. Havia um quarto de javali temperado com ervas do bosque e um molho adocicado preparado com laranjas, pães de centeio temperados com alho e outras especiarias, variados tipos de queijo, para acompanhar o vinho, uma mistura de grãos bem cozidos e é claro, a sobremesa: torta de maçã. Lady Marlene observava ansiosa enquanto a duquesa se alimentava, esperando que ela aprecie seu jantar. E assim as horas foram passando e as garrafas de vinho esvaiam-se uma a uma, entusiasmando ainda mais o grupo.
── Creio que deveria ter feito isso antes, mas perdoe a falta de modos, majestade... ──── disse Geralt, finalmente se pronunciando, com o cálice cheio erguido e um largo sorriso no rosto, ligeiramente embriagado ── Gostaria de propor um brinde. À Duquesa Anna Henrietta, que rege com punho de aço Toussaint. ──── não levava muito jeito com as palavras, ainda mais quando tentava improvisar, mas fora seguido por Marlene e Barnabas, que ergueram seus cálices também, em honra à duquesa e em seguida ingeriram todo seu conteúdo.




GERALT OF RIVIA
| Ꮤiedźmin | The Butcher of Blaviken | Gwynbleidd | Vatt'Ghern | Ravix of Fourhorn |
❝I thought I was choosing the lesser evil. I chose the lesser evil. Lesser evil! I’m Geralt! Witcher…I’m the Butcher of Blaviken...❞
avatar
Geralt of Rivia
Admin

Mensagens : 108

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum