FICHA - HEAVEN OF OBEDIENCE

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

FICHA - HEAVEN OF OBEDIENCE

Mensagem por Vincent L. Dragunov em Sex 28 Abr 2017, 18:59

BACKUP DA FICHA POSTADA EM [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

!
Vincent L. Dragunov
Criminal
Training DDdlpk
Richard Armitage
45 anos
Ex-Spetsnaz
Russia Federation
História do Personagem
Vincent nasceu em Brașov, na Romênia, onde fora criado pela mãe até sua morte e seu encaminhamento para o pai, que vivia em Ak-Dovurak na República de Tuva - Rússia. Stanislav Dragunov era um general respeitado e criou o filho dentro de um regime militar opressor, treinando-o desde a tenra idade para ser um soldado e servir a Mãe-Rússia. Seu pai tinha outros filhos, com os quais Vincent não tinha uma relação muito próxima, exceto a mais nova, que sempre protegia e cuidava. Como já era de se esperar, ao atingir a maioridade, seguiu carreira militar como o pai, mas no esquadrão de forças especiais SPETSNAZ, onde desempenhava missões de combate ao terrorismo, guerra contra o tráfico de pessoas, drogas e armas, se infiltrava em missões de espionagem a governos inimigos e de resgate a vítimas de sequestro consideradas importantes por sua influência ou cargo e assim se afastou de sua família, vivendo seus próximos anos com o esquadrão.
Trocava cartas com a irmã menor apenas, com quem ainda se preocupava mais. Entre seus 18 anos aos 32, sua vida se resumia ao serviço militar e à reclusão social, quebrada apenas pelo sexo casual com mulheres que nunca tentou conhecer, pois já não se via mais inserido em sociedade após tudo que já presenciou ou fez. Os horrores de cada batalha o assombravam, assim como a trilha de corpos e destruição que se via deixando para trás como um indício de suas próprias ações. Quanto mais o tempo passava, menos humano ele se tornava, até o momento em que foi capturado durante uma missão na Síria, protegendo um navio militar russo que fora sequestrado por terroristas sírios. Os terceiros molares esquerdo e direito foram arrancados com um alicate, para remoção do chip rastreador, implantado em todos os SPETSNAZ, durante os dias fora deixado amarrado sem camisa sob o sol escaldante do deserto e nas noites gélidas seu corpo era trancafiado em uma cela completamente molhado para torturá-lo com o clima extremo.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Os interrogatórios aconteciam em vários momentos do dia ou da noite, com tortura física e psicológica de todos os tipos. A partir dali sua própria natureza foi posta à prova e sua honra foi testada até o limite. Sabendo que ele ocupava um cargo importante e era filho de um general influente, os terroristas o torturaram dia após dia, até que ele perdeu completamente a noção do tempo, pois durante pelo menos 5 anos, não viu mais a luz do sol, esquecido no subsolo que foi seu cárcere. Rezou para que os insurgentes o executassem, mas esse dia nunca chegou. Sem uma negociação firmada com o governo russo, ele foi mantido cativo para uma futura barganha e sua revolta foi alimentada por seus algozes:
── O país que você protege o esqueceu, então essa jaula será o seu túmulo. A menos que responda nossas perguntas.
── Eu não posso responder suas perguntas, senhor... ── ele continuava a responder mesmo após 7 anos de tortura, então os insurgentes desistiram e resolveram executá-lo, pois precisavam mudar de esconderijo e levar um prisioneiro como aquele não valia a pena. Naquele mesmo dia ele foi colocado com outros prisioneiros, todos amarrados e amordaçados, de frente para os atiradores, que lhes apontavam as armas prontos para executá-los. Porém, enquanto eles preparavam a câmera para gravar a execução e enviar para o governo russo, sons de tiros os interromperam anunciando a chegada do resgate.
Os SPETSNAZ invadiram aquela base terrorista, metralhando os insurgentes, mas também os demais cativos, apenas Vincent foi resgatado com vida e levado para a base militar de Moscou, onde foi internado para se recuperar de ferimentos, como ossos quebrados, cortes, etc. Lá foi informado que só não foi executado pela influência de seu pai e só então percebeu que o resgate jamais viria, que tudo que ele passou em nome de sua pátria foi em vão, pois seria descartado como gado, invés de ter seu esforço reconhecido. Foi divulgado pela mídia que os demais soldados foram mortos pelos terroristas e que apenas Dragunov sobreviveu, sendo então aplaudido como herói. Com o peso da culpa pelo que aconteceu a seus compatriotas só porque não seriam mais úteis para o exército após os traumas da tortura, Vincent se afastou de seu cargo, não suportando precisar manter uma máscara social ao lado de seu pai.
Seus 14 anos de serviço não valeram nada, menos ainda os 7 anos de tortura seguinte, quando manteve sua honra, não passando nenhum tipo de informação aos terroristas e isso alimentava seu ódio pelo sistema que tanto defendeu. Então, ele voltou para sua cidade natal, na Romênia, onde decidiu começar uma nova vida com algo que conhecia bem: segurança. Como ex-SPETSNAZ não foi difícil conseguir bons trabalhos, o que não durou muito, pois as marcas de sua história permaneciam marcadas em seu corpo em forma de cicatrizes e em sua mente em forma de pesadelos, traumas e ódio. Esse ódio o levou a se envolver com os ideais da Solntsevskaya Bratva, a irmandade criminosa conhecida popularmente como 'máfia russa', que possui pequenos grupos em países de maior influência, mantendo seu poder e influência mundial. Especializados em tráfico de mulheres, órgãos e armas, venda de drogas e materiais nucleares, comércio ilegal de petróleo, lavagem de dinheiro de apostas ilegais e práticas menos “comerciais”, como assassinatos, atentados e sequestros, seus tentáculos criminosos vivem entranhados ao contexto econômico e político da sociedade em que se desenvolve, garantindo a proteção de seus membros.
Uma vez imerso no submundo do crime, Dragunov encontrou uma forma de punir o sistema da pátria que outrora serviu e voltou às mesmas práticas que exercia como SPETSNAZ, mas dessa vez à serviço da BRATVA e sua vida passou a se resumir a novas missões, diferentes identidades e destinos, espalhando a influência da irmandade por onde quer que colocasse seus pés, encontrando a paz para a rotina estressante no tráfico de mulheres, onde descobriu ter um fetiche doentio de destruir a inocência das cativas e transformá-las em boas escravas sexuais para serem comercializadas em seguida ou utilizadas nos bordéis aliados.
Por razões óbvias, Vincent sempre mantém uma função social para mascarar suas relações com a BRATVA, então já ocupou diversos cargos, sempre relacionados de alguma forma com sua função anterior na área de segurança e dessa vez não seria diferente. Com um extenso currículo desde o exército russo variando entre inspetor, investigador, guarda costas, atirador de elite e Chefe de Operações Especiais (quando foi capturado na Síria), então com a seu histórico promissor e a influência da irmandade, ele foi transferido de Brasov, na Romênia para Vancouver, no Canadá, para onde a máfia ainda estendia seus domínios. Fluente em vários idiomas, não tinha a menor dificuldade para se adaptar ao país que fosse encaminhado, então era o candidato mais indicado para ocupar um cargo de poder moderado, até conseguir aumentar sua influência para com isso garantir a proteção necessária para a atuação da irmandade.
Sabendo não ser possível que um russo assumisse um cargo político elevado, buscou alianças para se infiltrar na Police Emergency Response Team (ERT) de Vancouver como Vice-chefe de Operações Especiais, visto que já era um cargo que desempenhava em sua Pátria-mãe, liderando equipes diversas em missões de várias naturezas, seu currículo carregava uma única mácula, que foi a falha que o levou à ser capturado pelos insurgentes mediante a traição de um de seus subordinados, que informaram os inimigos sobre as ações da equipe, se mantendo sempre um passo à frente e eliminando o fator surpresa determinante no sucesso da maioria das missões SPETSNAZ. Embora esse ainda não fosse um dos cargos mais altos, Vincent era paciente e planejava sua ascensão aos poucos, sempre muito cauteloso, evitando assim qualquer deslize.
Após uma série de experiências traumáticas, Dragunov teve a personalidade moldada, perdendo completamente a confiança em qualquer pessoa, sempre tentando prever qualquer sinal de perigo, muitas vezes parecendo paranoico e antissocial. Conversa e interage socialmente apenas como obrigação, mas evita qualquer tipo de assunto invasivo, não recebe nenhum tipo de visita em seu apartamento, mantém todos os seus pertences extremamente organizados de forma que qualquer alteração possa ser interpretada como sinal de uma invasão.  Teve apenas uma namorada, antes de ser capturado e quando retornou ela já estava casada, então não tem qualquer tipo de interesse em assumir um relacionamento amoroso, assim evita o desgaste de ter que ficar explicando motivos para não levar ninguém ao apartamento.
No trabalho, é retratado como workaholic, pois é sempre o primeiro a chegar e o último a sair, sempre muito dedicado, nunca passa um dia parado, ou está treinando o físico para manter a resistência e a força, ou exercendo um treinamento militar, ou estudando todos os tipos de assuntos relacionados a seu trabalho e sua perversão, ou utilizando o notebook para verificar as câmeras de segurança da residência, para estudar segurança da informação e tentar aprender técnicas de hacking e fishing, criptografia e sequestro de dados que possam ser úteis um dia, quando seu porte físico não mais suportar o desgaste do tempo.
No mundo BDSM, assume o posto de Training DDdlpk:
Vincent conheceu o mundo BDSM buscando uma distração para sua rotina de 'trabalho' ao visitar os locais de recebimento das novas escravas, todas mulheres jovens sequestradas em seus respectivos países e levadas para uma das chamadas 'masmorras', onde seu espírito era quebrado para evitar fugas e qualquer ato de violência contra os clientes, que em sua maioria eram pessoas influentes no sistema corporativo internacional. Ele percebeu que aquelas garotas se entregavam por medo mediante tortura ou ameaças e isso para ele, prejudicava a qualidade do trabalho, então começou a estudar formas para garantir que elas sentissem prazer mesmo quando humilhadas ou torturadas e começou a testar diversas técnicas que aos poucos pareceram surtir efeito e produzir escravas melhores, verdadeiramente dedicadas à irmandade, evitando assim também, o risco de traição por parte delas.
A BRATVA passou a sequestrar mulheres belas e jovens, porém em situações de vida mais vulneráveis, mostrando à elas que poderiam ter uma vida muito melhor, cercadas de luxo e prazer, apenas utilizando seus corpos da forma correta. Assim, elas passavam a não ver mais o sequestro como algo aversivo, mas sim vantajoso e melhoravam suas performances, cuidavam da saúde e da aparência com uma dedicação que rendeu a Vincent uma posição mais elevada na irmandade, pois a partir de seu método, o espírito selvagem daquelas mulheres era domado de uma forma mais segura e com menos perdas do que a violência de outrora.
Para ele, qualquer mulher inocente pode ser transformada em uma excelente escrava, desde que haja algum prazer em seu trabalho, seja ele financeiro ou físico. Ele, por sua vez, encontra seu prazer no desafio imposto por cada mulher que precisa treinar, deliciando-se com suas resistências iniciais, lágrimas de medo e angústia, reações agressivas de desespero e até de desprezo, que pouco a pouco são transformadas em submissão, lealdade... ou morte, nos poucos casos em que houveram traições. Extremamente adaptável à cada situação, ele tem uma facilidade natural para exercer os mais diversos papéis, classificando as garotas que lhe são apresentadas como Pet Girl ou Kitten, Little ou até como Mistress, caso perceba que essa perversão foi desperta e pode ser aproveitada pela Irmandade.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Tudo ocorre dependendo do potencial que ele encontra em cada uma das candidatas e da demanda dos clientes. Elas são direcionadas para assumir seus novos trabalhos em diferentes países, algumas até se tornando responsáveis pelo recrutamento de novas escravas à longo prazo, o que garante a permanecências destas na BRATVA mesmo com o avançar da idade que poderia limitar o trabalho. Assim, o tráfico de mulheres passou a se tornar uma das principais fontes de renda da irmandade, alimentado seus arsenais e aumentando seu poder e influência dentro das castas mais altas da sociedade e Vincent se tornou um assíduo praticante do Training DDdlpk, dentro do BDSM, utilizando como principais armas a persuasão, a sedução, a dominação física e psicológica e um arsenal de doces mentiras.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Vincent L. Dragunov em Dom 08 Out 2017, 10:50, editado 2 vez(es)




Vincent Dragunov
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] || RPGista ||  AdM


Créditos à [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Vincent L. Dragunov
Admin

Idade : 46
Mensagens : 153

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FICHA - HEAVEN OF OBEDIENCE

Mensagem por Vincent L. Dragunov em Dom 14 Maio 2017, 07:24

VINCENT LIYUNDEGWYR DRAGUNOV

I know what you want and I know what you need, your secret desire
Got the gloves of a man the hands of a beast, and the pants on fire!
And I don't wanna play no games 'cause I'm a nasty, bad boy all around, 'round
Let me be your Titanic, for you know what's going on, I'm going down,
I'm Fucking with fire, I'm coming to rock! Got my rocket on fire and I take what I want!

── Fucking with fire - Edguy

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

BREVE HISTÓRICO

Ex-SPETSNAZ, pertencente à unidade Vympel da SVR (Foreign Inteligence Force), criada originalmente pela extinta KGB, formada apenas por oficiais que sabiam pelo menos 3 línguas estrangeiras. Especializado no combate ao terrorismo, é fluente nas línguas inglês, árabe, egípcio, polonês e romeno, mas lê bem e fala um pouco de alemão, francês, italiano e indiano. Todas línguas com as quais já esteve em contato por causa do trabalho.

Após ter sido capturado por terroristas e mantido em cativeiro e sob tortura por 8 anos, ao ser resgatado e ver os compatriotas sendo descartados pelo simples fato de não terem um pai influente como ele, virou as costas para o exército e se afiliou à Solntsevskaya Bratva, passando a viver uma vida dupla, como uma forma de punir aqueles que assassinaram seus compatriotas. Possui ideais de lealdade e justiça semelhantes à Irmandade, então dedicou a própria vida a ela, deixando para trás todos os seus antigos vínculos familiares. Incluindo a irmã mais nova, que era a única que conseguia resgatar sua humanidade.

Cada vez mais afastado do que poderia ser chamado de um "estilo de vida normal", Vincent se tornou cada vez mais frio e calculista e encontrou como maior fonte de prazer a destruição, seja ela da carne ou do espírito. Com o tempo, após provar sua lealdade incontáveis vezes, passou a desempenhar tarefas com um maior nível de importância. Assim passou a atuar como Vice-chefe de Operações Especiais no ERT da Polícia de Vancouver (Emergency Response Team), onde passou a viver com o objetivo de estender os tentáculos da Irmandade em solo canadense.

APARÊNCIA

Devido ao treinamento militar que recebeu, possui um físico muito desenvolvido, com uma boa distribuição de seus 93 Kg em seus 1,89 m de altura, apesar de sua idade. Sua condição física é mantida por corridas sempre durante a madrugada ou a noite, exercícios intensivos diários na academia e uma dieta razoavelmente balanceada. Seu cabelo é castanho escuro, os olhos são azuis e a pele repleta de cicatrizes de batalha colecionadas ao longo dos anos em serviço militar e de tortura quando feito refém. Além disso, tem as costas cobertas por uma tatuagem de um dragão demoníaco, que reflete a imagem que tem de si mesmo atualmente.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Costuma trajar-se sempre de modo muito formal, exceto para se exercitar, mas não abre mão das cores frias, optando quase sempre por tonalidades de preto, azul, cinza e branco. Nunca sai de casa sem um conjunto básico de kevlar por baixo da roupa, justamente por saber o risco que corre com sua vida dupla, afinal já colecionou mais inimigos do que é capaz de contar.

PERSONALIDADE


Um homem marcado pela guerra ao terrorismo, criado num ambiente familiar militar, ama sua pátria acima de tudo e só se envolveu com a Solntsevskaya Bratva porque percebeu que o sistema político russo ia contra os ideais originais dela e vê na Irmandade a oportunidade de tentar restaurar a ordem no sistema sob tutela do grupo. Inicialmente não agia contra as leis, mas com o tempo, percebeu que essas mesmas leis só servem mesmo para garantir a corrupção do corpo político, que em sua concepção deve ser purificado.

O longo tempo que passou em treinamento para se tornar um SPETSNAZ e depois para ingressar na categoria Vympel, além dos anos de tortura na Síria amorteceram seus nervos, tornando-o muito resistente à dor física e psicológica, mas deixaram marcas profundas em sua personalidade, tornando-o muito frio e violento. Seus prazeres costumam sempre ser permeados por uma agressividade bestial que se intensifica conforme aumenta seu nível de excitação.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Extremamente controlador, gosta de manipular todas as variáveis possíveis para alcançar os resultados desejados e não mede esforços para isso. Evita qualquer tipo de envolvimento sentimental, por acreditar que estes só o enfraqueceriam, então não costum ter a menor ligação com seres humanos além do necessário. Porém, não deixa de ser muito gentil e receptivo com todos à sua volta, afinal precisa construir uma boa rede social para estender o poder da Irmandade, sendo capaz de simular interesse e até epego emocional sem os ter.

Vincent nunca faz promessas que não vai cumprir e nem entra em batalhas perdidas, então quando acontece, ele é capaz de tudo para atingir esse objetivo. É incapaz de perdoar uma mentira ou traição e tem dificuldades para confiar nas pessoas, então se sua confiança é quebrada, ele sempre vai buscar uma oportunidade para punir quem quer que seja, leve o tempo que levar.

CURIOSIDADES


Vincent é um russo típico e não se envergonha disso. Abusa de boas doses de vodka sempre que tem oportunidade. Prefere destilados a fermentados, então não bebe cerveja, abrindo excessão apenas para vinhos e sake, mas tequila, rum, whisky, e outras ele bebe bastante. E como bom russo, não abre mão dos feriados russos.

Aquiriu o vício em nicotina após ingressar na Irmandade apenas, mas tenta abandonar o vício. Sua marca preferida é o Viceroy, que conheceu quando viveu na Romênia.

Tem como arma preferida a Izhmash SVD (Snayperskaya Vintovka Dragunova) um fuzil sniper de precisão semiautomático, cujo alcance efetivo declarado é de 800 metros, embora testes já tenham comprovado que a arma mantém boa precisão até 1000 metros. Ela tem a vantagem de ser mais leve (3,7 kg contra os 7,2 kg de outros modelos), o que confere uma maior liberdade de movimentos, sendo assim muito utilizada tanto por terroristas quanto militares. Entretanto, por seu tamanho de 113,5 cm Vincent não costuma utilizá-la no dia-a-dia, optando por uma pistola Gyurza em calibre 9X21 mm, cujo projétil pode perfurar uma chapa de aço de 6mm e 30 camadas de Kevlar.

SOBRE OS JOGOS


Não tenho retrições quanto aos jogos, desde que não sejam tediosos, assim como não me limito apenas a um tipo de interação erótica, com interesse por mulheres submissas em geral. Sei que nem tudo é sexo, então obviamente também busco por turnos que me permitam explorar o denso background criado para o personagem, que vai muito além do interesse sexual. Então não tenham medo e vamos jogar, especialmente se tiverem apreço por uma boa dose de violência, entre quatro paredes ou não.

Só tenho esse personagem e não pretendo fazer outro, porque meu tempo é muito limitado para estar aqui. Posso sumir de vez em quando porque trabalho e estudo, mas nunca deixo de avisar quando isso vai acontecer por uma semana ou mais. Me comprometo sempre com os jogos que começo e espero o mesmo de vocês. Se for pra abandonar o jogo pela metade nem comece.
Enfim, quem quiser combinar uma trama é só avisar, serão todos muito bem vindos(as)!
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




Vincent Dragunov
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] || RPGista ||  AdM


Créditos à [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Vincent L. Dragunov
Admin

Idade : 46
Mensagens : 153

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum