────⊰☫ A Night to Remember

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

────⊰☫ A Night to Remember

Mensagem por Geralt of Rivia em Dom 05 Fev 2017, 14:23

Ꮤiedźmin Geralt
【Gwynbleidd】

A NIGHT TO REMEMBER
ALCUNHAS:
➳ White Wolf
➳ Gwynbleidd
➳ White One
➳ King-Slayer
➳ Butcher of Blaviken
➳ Ravix of Fourhorn
➳ Geralt Roger Eric du Haute-Bellegarde
➳ Sir Geralt of Rivia (nomeado cavaleiro por Meve após a Batalha da Ponte de Yaruga)
Tópico reservado para postagens do jogo com a personagem:
TRISS MERIGOLD
Conforme combinado, esse jogo se passará depois que Triss se mudou para Pont Vanis, em Kovir, como conselheira do Rei Tankred após o fim da Saga da Wild Hunt no Game The Witcher. O final escolhido foi aquele onde Geralt fica confuso com relação a seus sentimentos por Triss e Yennefer e acaba se envolvendo com as duas, que terminou com o Witcher recebendo uma proposta de ambas para um menage que não passava de uma armadilha das duas feiticeiras, que decidiram seguir seus caminhos sem manter mais qualquer tipo de relacionamento com Geralt. Depois que Triss se mudou para Kovir, seus caminhos se separaram e eles nunca mais se encontraram... até o momento dessa narrativa pós-games. Toda a história do jogo será considerada, mantendo a maior fidelidade possível com a interpretação dos personagens envolvidos e NPCs citados seguindo as referências presentes nos games e nos livros e as escolhas de jogo dos dois players envolvidos.


Última edição por Geralt of Rivia em Dom 05 Fev 2017, 15:17, editado 1 vez(es)



GERALT OF RIVIA
| Ꮤiedźmin | The Butcher of Blaviken | Gwynbleidd | Vatt'Ghern | Ravix of Fourhorn |
❝I thought I was choosing the lesser evil. I chose the lesser evil. Lesser evil! I’m Geralt! Witcher…I’m the Butcher of Blaviken...❞
avatar
Geralt of Rivia
Admin

Mensagens : 27

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ────⊰☫ A Night to Remember

Mensagem por Geralt of Rivia em Dom 05 Fev 2017, 14:41

A fatídica noite que antecedeu
a batalha contra a Wild Hunt.
Foi maldade o que fizeram, fala sério. u.u


Só para relembrar e rir um pouco. Ahah.
Esse sempre vai ser o final que eu escolho,
simplesmente por preferir manter o bom e velho Geralt
como um verdadeiro lobo solitário.
avatar
Geralt of Rivia
Admin

Mensagens : 27

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ────⊰☫ A Night to Remember

Mensagem por Geralt of Rivia em Dom 05 Fev 2017, 14:53

── The Witcher ──
❝Only death can finish the fight,
everything else only interrupts the fighting.❞
Geralt e Yennefer tiveram um relacionamento conturbado, entre idas e vindas, pois apesar de ter se apaixonado pela feiticeira, ele não atendia ao que ela desejava. O maior desejo dela era ser mãe, então a feiticeira buscava de todas as formas alcançar esse objetivo, testando milhares de técnicas diferentes para curar sua infertilidade, precisando assim, de homens férteis para isso e Geralt era estéril como ela. Um grande preço que pagavam pelo poder que possuíam. Até que a pequena Ciri foi adotada pelo casal e se tornou uma filha para eles, acalmando essa ambição da feiticeira. Porém a Caçada Selvagem separou a família ao capturar Yennefer. Geralt se ofereceu para ir no lugar dela e com isso, libertou Yennefer, sendo salvo posteriormente por Ciri, que acabou se tornando o novo alvo da Caçada Selvagem, agora chamada por eles como a Senhora dos Mundos, por sua habilidade de viajar no tempo e no espaço. Um poder que Eredin desejava possuir. Quase morto, Geralt foi deixado por Ciri próximo a Kaer Morhen para ser encontrado pelos outros bruxos e ela precisou fugir, para não ser capturada, desaparecendo por alguns anos.
Geralt acordou sem nenhuma lembrança de seu passado. Ele sentia que já tinha amado profundamente uma feiticeira, mas não se recordava de mais nada e passou os próximos dois anos tentando recuperar essas lembranças com o auxílio de Triss Merigold, com quem acabou se envolvendo. Mesmo sabendo que ele a deixaria quando se lembrasse de Yennefer, ela o ajudou a se lembrar de tudo e como já era de se esperar, ele partiu em busca de Yennefer, mas não conseguia se desligar do que aconteceu no tempo que esteve com Triss. Mesmo se envolvendo com outras mulheres como Keira Metz, também amiga em comum das duas e outras pela libido exacerbada como mais um efeito colateral de suas mutações, seus pensamentos sempre se voltavam de alguma forma para Yennefer e Triss. Ao contrário de Yennefer, que sempre demonstrou ser muito egoísta e manipuladora, Triss o conquistou com um coração bondoso, que ele não acreditava existir entre as feiticeiras, pois ela nunca mediu esforços para ajudá-lo sempre que precisou, demonstrando gostar dele de verdade. A confusão estava feita e sem conseguir escolher entre uma das duas, acabou cedendo aos encantos de ambas e acabou sozinho, com cada uma seguindo seu próprio caminho.
Até mesmo sua filha Ciri, já adulta, depois da Batalha Final contra a Caçada Selvagem e a Geada Branca, tornou-se Imperatriz, para fazer diferença de verdade no mundo. Esse era seu destino... e embora fizesse muita falta ter sua companhia, Geralt também precisava seguir seu próprio destino, como um dos poucos witchers restantes no mundo, com a responsabilidade de proteger os humanos e não-humanos dos mais diversos tipos de monstros, Geralt ainda tinha muito trabalho a fazer e no fundo era disso que ele gostava. Apesar de algumas vezes desejar um pouco de calmaria, não se via em um estilo de vida mais familiar e tranquilo, até porque alguém tinha que fazer o trabalho sujo para que outros pudessem ter essa paz. Mesmo quando esse trabalho não tinha o menor reconhecimento por parte da maioria.
Com o fim da ameaça da Geada Branca, cada um seguiu seu caminho mudando de vida em algum lugar do mundo, enquanto o bruxo voltou a ser o que era, dedicando-se a seu trabalho, uma vida simples de aventuras e grandes batalhas, sempre viajando, longe de se estabelecer em lugar algum. E foi assim, entre um contrato e outro, que o destino o enviou para Pont Vanis, a capital de verão de Kovir, onde Triss agora servia o Rei Tankred, como conselheira. Estava em busca de uma garota desaparecida, chamada Ernlithele. A família ordenou que fosse mantido sigilo total do desaparecimento por questões meramente políticas, o que dificultava a investigação. Geralt acreditava se tratar de um vampiro, o monstro que a sequestrou depois de investigar os aposentos de Ernlithele e encontrar uma carta pedindo ajuda, endereçada a uma grande amiga, que foi encontrada morta com o sague drenado perto do Templo do Fogo Eterno de Novigrad. Geralt seguiu todas as pistas que encontrou, viajando de vilarejo em vilarejo, até chegar a Pont Vanis, muito mais do que esperava viajar naquela missão. Pelo menos esperava receber bem pelo serviço, afinal caçar um vampiro não era nada fácil, especialmente um alto vampiro, como nesse caso. Eles se transformam em humanos, podendo passar por despercebidos em qualquer lugar.
As pistas o levaram até uma mansão mais afastada da cidade, que Geralt estranhamente não tivera nenhuma dificuldade para entrar. Assim que chegou na mansão, avistou a porta de entrada já aberta. Deixou Roach livre para que ela conseguisse fugir se necessário e sentiu o amuleto do Lobo vibrar, indicando que havia uma atividade mágica nas proximidades, o que o deixava apreensivo. Sabendo se tratar de um vampiro, seu alvo de caça, ingeriu um frasco de Sangue Negro, sentindo a queimação ácida de seus componentes descerem pela garganta e ao ser absorvidas, contaminarem todo seu sangue, que se tornava venenoso para os vampiros, porém também provocava reações aversivas em seu próprio corpo. Ele empunhou a espada de prata e seguiu caminhando pé ante pé para dentro da residência. O local estava todo escuro, com as janelas bem fechadas e a porta logo se fechou atrás dele, como num passe de mágica.
── Vejo que minha visita não era de todo inesperada... Apareça, vamos acabar logo com isso... ── disse olhando à sua volta atento a qualquer movimentação, porém tudo que viu foi uma presença humana sentada em um divã. Era uma figura feminina, de traços e gestos muito delicados. O vestido longo de cor branca cobria o divã e descia até o chão, deixando uma das coxas exposta, pela posição de seu corpo. Estava de lado e escovava os longos cabelos, com uma tranquilidade muito estranha para alguém que estivesse mantida em um cativeiro. Mas não haviam dúvidas, pela descrição de sua família e o quadro que havia no imenso salão da casa, era Ernlithele, então Geralt correu em sua direção para tirá-la logo dali.

── Ernlithele? Finalmente! Vamos embora daqui! ── disse aliviado, por ter finalmente encontrado a garota desaparecida, já preparado para levá-la em segurança para os pais.
── Alto lá, Vatt'ghern! ── repreendeu a garota, mantendo um semblante sério no rosto, sem intenção alguma de sair dali.
── Eu sou Geralt, de Rívia e eu vim para...
── Me levar de volta pra casa, eu sei. ── interrompeu sem cerimônia e com um tom de voz entristecido. Suspirou e finalmente se levantou, caminhando em direção ao witcher. ── Eu não vou a lugar algum, Vatt'ghern!
── Hm. Sei. Você veio por conta própria então... não foi um sequestro. Ainda assim, fui pago para levá-la e é isso que eu vou fazer.
── Por que? Só porque ele é um vampiro não podemos nos casar? Eu o escolhi, não vou voltar para ser forçada a um casamento miserável para satisfazer minha família. Por isso eu fugi. ── ela abaixou o olhar balançando a cabeça em negação e resmungou ── O que um mero Vatt'ghern iria entender sobre isso? Não sei porque ainda tento explicar.
── Disse bem, eu não entendo. Só o que sei é que esse vampiro deixou muitos corpos pela trilha que segui até te encontrar, então ele é um montro como qualquer outro. Vou matá-lo e...
── Não seja burro, Vatt'ghern! Vá embora daqui enquanto pode! Estou te dando a chance de fugir e nunca mais nos incomodar! Aproveite essa chance, ou morrerá nessa tentativa inútil de me levar embora!
── Sua garotinha burra... ele é um vampiro! Não liga para os seus sentimentos, ele só a está usando! Chega dessa palhaçada, você vem comigo! ── antes que Geralt conseguisse terminar o sinal Axii para convencer a garota a seguí-lo, o witcher foi surpreendido por alguém que saltava por cima dele, cravando os dentes em sua garganta ── Grrrr... mas que merda! ── ele segurava os cabelos de quem o mordia, dentando afastar aquela cabeça e percebia ser de outra mulher, uma vampira, certamente aliada do outro que surgia logo em seguida, também cravando-lhe os dentes. Eles se moviam com tanta velocidade, que sem mesmo seus sentidos aguçados foram capazes de percebê-los, tentou mover a mão para cravar a espada em um deles, mas sentiu outra mordida no pulso e sentiu o corpo começar a fraquejar com a intensa perda de sangue.
O sangue negro finalmente fazia efeito e afastava os sanguessugas, que mostravam suas verdadeiras faces monstruosas, gritando de dor. Geralt cambaleou um pouco, mas lançou-se contra uma das fêmeas, cravando a espada em seu peito. A outra fêmea e o vampiro, avançaram contra ele cravando-lhe as garras nas costas, movendo-se com uma velocidade surpreendente, quando ele tentava contra-atacar. Por essa, Geralt não esperava. Estava em um covil de vampiros e por descuido, estava prestes a ser trucidado por eles. Pegou dos bolsos uma Bomba de Dimetrium, um metal que inibe habilidades mágicas e jogou para cima. Assim que ela explodiu soltando aquele pó prateado, os vampiros não conseguiram terminar a transformação e ficavam com os poderes limitados, inclusive a própria regeneração.
Geralt avançou em direção a eles, saltando na direção da fêmea, cravava-lhe a espada no ombro em um corte vertical para baixo, em seguida girava sobre os calcanhares, tomando impulso para um corte horizontal na direção do pescoço, fazendo a cabeça da vampira rolar. O macho avançou contra ele, atingindo com as garras seu pescoço, deixando um corte muito mais profundo, que fazia seu sangue jorrar com maior intensidade, porém com a manobra, acabou deixando a guarda aberta e Geralt conseguiu perfurar-lhe o peito com a espada, próximo do coração. Buscando o que ainda lhe restava de forças, o witcher tentou mover a espada para finalizar o vampiro, mas foi atacado por trás, recebendo uma punhalada nas costas da própria Ernlithele, que estava aos prantos, gritando com ele.
── Seu desgraçado! Eu vou te matar!
O witcher precisou recuar com a punhalada e deu uma cotovelada na garota, usando o sinal Aard para arremessar o vampiro pra longe e conseguir tempo para levar a mão ao punhal e puxá-lo de suas costas. ── Grrrrrr... garotinha imbecil! ── disse furioso tentando reaver os movimentos para avançar contra o vampiro de novo, mas fora surpreendido por mais um vampiro, que parecia ter saltado do teto da mansão, caindo por cima do witcher, cravando-lhe as garras no peito. Geralt notou a movimentação nas sombras e percebeu que haviam mais escondidos por ali, então decidiu acabar logo com aquela brincadeira. O sol estava para nascer, então ele tirou uma granada Dancing Star e arremessou pra cima. A explosão de fogo incendiou o teto da mansão e afungentou os vampiros com a entrada dos primeiros raios de sol da manhã. Geralt procurou a garota e viu que ela ajudava o vampiro que a capturou a fugir do local também.
Ele permaneceu deitado sobre a imensa poça de seu próprio sangue, levando a mão ao bolso para pegar uma poção, Samum, que ingeria para acelerar a regeneração de seus ferimentos. O nível de toxicidade ainda era aceitável, mas já provocava alterações em sua aparência. A face estava pálida como a de um morto, com veias escuras, quase negras, saltadas e os olhos amarelos apresentavam um brilho mais intenso. Sabia que não podia continuar ali, pois à noite os vampiros voltariam para pegá-lo, então levou a mão ao pescoço, no corte prfundo para estancar o sangue e se levantou, caminhando cambaleante para o lado de fora da mansão, onde assoviava para Roach. Assim que a montaria se aproximava, ele rasgava um pedaço da capa que normalmente usava na chuva e amarrou o pedaço de pano no pescoço. Sentia seus sentidos falharem, mas subia no cavalo mesmo assim, esforçando-se para se afastar o máximo que pudesse dali, cavalgando em direção à cidade, ainda mantendo a mão no ferimento mais grave.
O witcher foi perdendo os sentidos e seu corpo pesou sobre o cavalo, caindo da sela no meio da estrada que levava à Pont Vanis. Vulnerável, permaneceu desacordado até começar a recuperar a audição. Ouvia apenas os ecos de uma voz já conhecia e lutava para recuperar os demais sentidos. Tentava abrir os olhos, mas ainda via tudo embaçado e se sentia atordoado, sem conseguir controlar os próprios movimentos, como se estivesse sedado. Moveu os lábios, reconhecendo a voz que ouvia tão distante, sem reconhecer uma palavra que ela proferia.
── Triss...




GERALT OF RIVIA
| Ꮤiedźmin | The Butcher of Blaviken | Gwynbleidd | Vatt'Ghern | Ravix of Fourhorn |
❝I thought I was choosing the lesser evil. I chose the lesser evil. Lesser evil! I’m Geralt! Witcher…I’m the Butcher of Blaviken...❞
avatar
Geralt of Rivia
Admin

Mensagens : 27

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum